IRON BUTT 

MINHAS CERTIFICAÇÕES

Registro nº 33.135
www.MAZZO.net.br
SaddleSore 3.000 Milhas (21 a 24 de abril de 2010)


Foto da largada em São José dos Pinhais-PR (região metropolitana de Curitiba-PR). Mazzo e Marquinho

Há algum tempo estava programando fazer esta certificação de 3.000 milhas (4.830 kms) em 72 horas. Além da disponibilidade de três dias seguidos, precisava programar muita coisa, principalmente escolher boas estradas, que dessem um bom rendimento em todo o percurso para conseguir executar no tempo programado e ainda pudesse descansar durante a prova. Creio que uma das principais dificuldades aqui no Brasil é achar boas estradas, pois é uma distância relativamente grande. Muitas estradas brasileiras não oferecem condições do rodar com moto custom e nem segurança para viajar a noite, mas depois de muito estudo, escolhi um roteiro que parecia viável e fui buscar informações sobre as condições das estradas. Como boa parte do percurso dava condições para passar, principalmente no estado de São Paulo, que a maioria das estradas é duplicada e pedagiada, programei um bom trecho do Iron Butt dentro daquele estado. Eu estava disposto a fazer sozinho, pois poucos amigos tinham disponibilidade de tempo ou mesmo desejavam fazer esta prova. Convidei alguns integrantes do Buena Vista MC para fazer comigo. O único que teria disponibilidade nestas datas, gostou da idéia e ficou de pensar no assunto foi o Marquinho, o que realmente aconteceu. Aliás, o Marquinho também foi o meu parceiro no primeiro Iron Butt de 1000 milhas.

Conforme o roteiro, saímos de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba-PR, no dia do feriado de 21 de abril de 2.010 exatamente ao meio-dia, com destino a Cuiabá-MT, mas para chegar até lá rodamos mais de 5.000 kms. Passamos por São Paulo-SP e fomos até Presidente Venceslau-SP, quase divisa com o Mato Grosso do Sul. Retornamos até Baurú, no interior de São Paulo, e depois subimos novamente sentido ao Mato Grosso do Sul. Pouco depois de Andradina-SP, completamos a primeira certificação SS 1000 (SaddleSore 1000 milhas em 24 horas), quando já estávamos com 1.700 kms rodados em pouco mais de 20 horas. Para conseguirmos completar o SS 2000k (SaddleSore 2000 kms em 24 horas), teríamos que fazer mais 300 kms em aproximadamente 3:30 horas. Continuamos nosso percurso e fechamos o SS 2000k em 23:45 hs, ou seja, 15 minutos antes do meio-dia de 22 de abril.

Confesso que este SS 2000k e o SS 3000 são os dois mais difíceis que já fiz, pois, se 1.000 milhas em 24 horas (1.609 kms) já é difícil, imagine 2.000 kms também em 24 horas. É preciso manter-se 24 horas em cima da moto, não parar muito e as abastecidas precisam ser muito rápidas.

Depois de fechar estes 2000 kms, relaxamos um pouco e aproveitamos para almoçar antes de continuar a viagem. Tínhamos até a meia-noite para completar mais 500 kms para fechar o BB 1500 (1.500 milhas ou 2.414 km em 36 horas), mas não poderíamos perder tempo, pois a nossa programação era parar para dormir o quanto antes e continuar a viagem a partir da meia-noite do dia 22, então a idéia era completar estes 500 kms até final da tarde, dormir umas 5 horas e continuar a viagem. Ao completarmos o BB 1500 e o SS 2500k (2.500 kms em 36 horas) às 19 horas do dia 22 de abril, em Mogi Guaçú-SP, resolvemos que ainda dava para rodar mais um pouco antes de parar para dormir, então continuamos até Campinas-SP, depois Atibaia-SP e pegamos a Fernão Dias para Belo Horizonte-MG. A meia-noite e meia, já no dia 23, depois de 36:30 hs em cima da moto, paramos para dormir em Careaçu-MG com 2.844 kms rodados. Entramos na cidadezinha e demoramos alguns minutos para achar o hotel que nos foi indicado pelo frentista do posto em São Sebastião da Bela Vista - MG, mas já deixamos acertadas as despesas, pois poderíamos sair ainda muito cedo. Dormimos por cerca de 5 horas. Pouco antes das 7 horas da manhã do dia 23 de abril já estávamos na estrada novamente. Tínhamos 5 horas (até o meio-dia do dia 23) para fazer mais 400 kms e conseguir fechar a certificação SS 2000 (2.000 milhas ou 3.218 kms em 48 horas), a qual foi completada às 11:15 da manhã, em Sete Lagoas-MG, com 45 minutos de antecedência.

Após abastecer e fazer um lanche, saímos do posto às 11:40 hs do dia 23 de abril. Neste posto consideramos o início de mais um SS 1000 e o complemento do SS 3000, pois tínhamos mais 1.000 milhas (1.609 kms) para rodar até o meio-dia do dia 24 de abril, quando deveríamos estar próximo a Cuiabá-MT.

Continuamos até Belo Horizonte-MG e seguimos pela BR-040 até Luziania-GO, pouco antes de Brasília-DF, onde seguimos para Goiânia-GO. Em Goiânia acabamos perdendo muito tempo, pois tínhamos que atravessar a cidade, o que já comeria um bom tempo. Além do mapa do GPS dar problema de roteamento nesta cidade, não tem nenhuma sinalização e o povo, que fala quá-quá-quá, não sabe dar informação. Bem, depois de muitos erros e muito tempo perdido, continuamos a viagem para Aragarças-MT e chegamos em Campo Verde-MT às 11 horas da manhã do dia 24 de abril, onde completamos mais um SS 1000 e o SS 3000 (3.000 milhas ou 4.830 kms em 3 dias), com uma hora de vantagem.


Foto da chegada em Campo Verde-MT às 11 horas do dia 24 de abril de 2010.

Aproveitamos para almoçar na churrascaria do próprio posto e relaxar um pouco antes de seguir até Cuiabá-MT, onde o Fior e alguns amigos nos aguardavam. Seguimos pela Chapada dos Guimarães-MT e após 65 kms rodados, resolvemos parar um pouco na beira da estrada pra relaxar, pois os sono estava pegando. Foi quando a Shadow do Marquinho resolveu dar problema elétrico e não quis funcionar. Nossa sorte é que já tínhamos completado o Iron Butt de 3000 milhas, senão estaríamos com a certificação comprometida. Telefonamos para o Fior que prontamente emprestou a caminhonete HD F250 do Juarez, outro grande amigo que fizemos em Cuiabá-MT, e subiu para resgatar a Gorda.

Descemos a serrinha da Chapada dos Guimarães-MT. O Fior, Marquinho e o mecânico Valmir levando a Shadow na caminhonete e eu seguindo logo atrás com a Ana FATima, até chegar na loja e oficina do Juarez Vargas. Em pouco tempo o Valmir detectou e arrumou o problema de contato da Gorda, enquanto tomamos algumas cevas e fizemos boas amizades com o grupo do Fior. Como já era final da tarde, seguimos para o hotel descansar um pouco e relaxar o esqueleto.

Domingo cedo o Fior passou no hotel e fomos confraternizar com os amigos no posto de encontro da turma de Cuiabá-MT e depois almoçamos um peixe IRON BUTT (Pacu Assado) junto com o Fior e a esposa e o Luiz Paulo com a esposa e filha.

Na segunda-feira cedo retornamos na loja JV Garagem, do Juarez, para trocar o óleo das motos e continuar a viagem. Seguimos rumo ao sul, mas agora só passeando pelo Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina até Brusque-SC, onde fomos no moto encontro dos Possuídos MC encontrar a galera do Buena Vista MC de Curitiba e saborear uma belíssima costela de Varal, patrocinada pelo Buena Leo. Veja fotos.

Obs.
1) Agradecimento aos amigos de Cuiabá-MT pela companhia e em especial ao Fior, Valmir e ao Juarez Vargas que nos apoiaram nos problemas com a Shadow do Marquinho.
2) Comemos a cabeça do Pacu, então: NOS AGUARDEM !!!!